A ORIGEM DO KARATÊ-DO GOJU-RYU

 

Kanryo Higaonna

A história do GOJU-RYU pode ser traçada voltando-se para um homem chamado Kanryo Higaonna, conhecido como o "Santo do Soco de Naha"- aproximadamente entre 1840 e 1910. A cidade de Naha em Okinawa, vinha prosperando com as atividades das artes marciais  desde 1850. Junto a outros praticantes das cidades de Tomari  e Shuri, os karatecas de Naha  estavam ordenando os fundamentos para o desenvolvimento do moderno Karatê-do e Kobudo  (manejo de armas). Embora Higaonna começasse seu treinamento em Naha, as verdadeiras sementes do GOJU-RYU estavam plantadas na China. Kanryo fora à China e estudara com um homem chamado Mestre Woo     ("Ru ", em japonês) que era praticante de boxe chinês, durante 15 ou 20 anos. Ao retornar a Okinawa, combinou o sistema chinês com seu sistema nativo de lutas e tornou-se o pai do Naha-te (mão de Naha). Desde então seu nome tornou-se famoso em toda ilha e estudantes começaram a treinar sob sua tutela. Entre eles estava  Chojun Miyagi.  

 

           Chojun Miyagi

Chojun Miyagi, nascido em 25 de abril de 1888, era filho de um próspero homem de negócios.Iniciou seu estudo no Karatê entre os oito ou onze anos. Em sua adolescência, por volta dos 13 anos, começou a estudar sob a tutela de Kanryo, passando por um longo período de árduo treinamento.Depois da morte de Kanryo, Miagi viajou para a China, estabelecendo se na província de Fukiem onde seu mestre estivera. Lá, estudou as formas ShaoLin e Pa-kua do boxe chinês. Da combinação desses sistemas - uma forma dura/ externa e outra suave/ circular e do seu próprio Naha -te, emergiu um novo sistema. Contudo, somente depois de 1929 é que Miyagi chamou seu estilo de GOJU-RYU.  Depois de alguns anos na China,Miyagi retorna à Naha e abre um dojo. Ensina então por muitos anos e alcança enorme reputação tanto como karateca quanto como organizador de métodos de ensino. Introduz o Karatê nas escolas e em outras instituições da sociedade e desenvolve o kata Sanchin  e Tensho. Esses Kata são considerados os fundamentais do Karatê GOJU-RYU. .Miagi era um homem de temperamento moderado e humilde. Viveu de acordo com os princípios das artes marciais: sem violência. Morreu em Okinawa, no dia 8 de outubro 1953.

O termo "Goju-Ryu" em que "Go" significa duro , "Ju" significa suave, e "Ryu" significa escola, como na maioria das denominações de escolas ("ryuha") ou associações ("kai") de Karate-do moderno, embora algumas delas sejam conhecidas pelo nome do local de prática ("kan"), como é o caso do Shotokan. O nome Goju-Ryu é dado por Chojun Miyagi  na transição da década 20 para a 30 durante o século XX.                   

Existem várias versões sobre a data precisa do surgimento do nome. A versão mais vulgarizada suporta-se no fato de  Miyagi ter sido convidado para ir demonstrar em 1928 no Dai Nipon Butoku Kai em Kyoto a arte então denominada por To-de (mão da china), ken-po (a via do punho ) ou Kara-te (mão vazia - que será o nome a impor-se genericamente após acordo entre mestres de Okinawa em 1936). Em virtude da impossibilidade de Miyagi ir a Kyoto, é Jin'na Shinzato (um dos melhores alunos de Miyagi, malogradamente desaparecido em 1945 na Batalha de Okinawa) que o substitui. Quando Shinzato é questionado por outros participantes sobre o tipo de escola que praticava, resolveu denominá-la como Han-ko-ryu (escola semi dura). Após este episódio, Chojun Miyagi adota definitivamente o nome Goju-Ryu em 1929.

Outra versão refere que esse nome foi adotado mais tarde: 1935 (TOKITSU, 1994, p.95). É um fato que Miyagi no seu excepcional livro escrito em 1934 (Karatedo Geisetsu numa tradução de P. McCarthy; Karaté-jutsu gaisetsu - Explicação geral sobre a arte do Karatê - numa referência de K. Tokitsu, p. 86), refere que o Goju-ryu karate kenpo se desenvolveu com base no estudo aprofundado de um sistema Chinês de Fuzhou  (MIYAGI, 1934, trad: 1993, p.16).Assim, a data da denominação do estilo poderá ser considerada a de 1934, suportada pelos escritos do próprio fundador.

Quanto à origem do nome, é aceito pela maioria dos autores que o nome Go (dureza; força) Ju (suavidade; flexibilidade) se funda no terceiro dos oito preceitos da arte de combate referidos numa das obras clássicas de suporte ao desenvolvimento do karatê: a obra magistral Bubishi.O terceiro preceito diz: "O modo de inspirar e expirar é rígido (GO) e flexível ( JU)".

O GOJU-RYU é uma arte marcial que apresenta sensíveis diferenças com relação aos outros estilos de Karatê. Seus movimentos ressaltam os aspectos da circularidade  próprios dos estilos internos de Kung-fu e mesmo do Aikido, nos quais o objetivo é desviar a energia do agressor com mais facilidade. Nas artes marciais encontram-se duas formas principais de defesa: bloqueios e esquivas. Os estilos de Karatê em geral treinam exaustivamente o condicionamento do praticante para o ato  reflexo instintivo através das técnicas de bloqueio alto, médio e baixo. No Karatê GOJU-RYU, o aspecto primordial de defesa centraliza-se nas técnicas de esquiva e a própria postura neko ashi é o melhor exemplo de postura rápida, desenvolvida para esquiva.

Hoje, o Karatê Goju-ryu é considerado um dos cinco maiores estilos e se encontra difundido em 39 países dos cinco continentes. O atual representante máximo do estilo e presidente da I.K.G.A. ( Associação Internacional de Karatê Goju-ryu ) é o mestre Goshi Yamaguchi – 3º filho do falecido grão-mestre Gogen Yamaguchi. No Brasil é representado pelo Renshi Shihan Luiz Antonio de Araújo Kotsubo, dando continuidade ao trabalho realizado pelo Mestre Ryuzo Watanabe, que foi o primeiro representante da I.K.G.A. na América do Sul.

Mestre Watanabe esforçou-se como ninguém no desenvolvimento do Karatê Goju-ryu, influenciando de forma marcante o Goju-ryu praticado hoje no estado do Rio de Janeiro, sendo o  supervisor de nossa Associação até o seu falecimento em 12/1998, nos honrando com sua presença em vários exames de faixa, realizados em Piraí - RJ.